O que esperar quando
retomar a Missa Pública

 

11 de Maio de 2020

 

Por mais dolorosa que tenha sido a decisão de suspender todas as Missas públicas na Arquidiocese de Newark durante a pandemia do Covid-19, o processo foi franco e necessário para o bem comum.

What to expect

when Public Mass resumes

 

May 11, 2020

 

As painful as the decision was to suspend all public Masses in the Archdiocese of Newark, during the Covid 19 pandemic, the process was straight-forward and necessary for the common good.

À medida que vemos os números abrandarem e diminuirem, estamos a começar a sentir que a situação está a melhorar. No interesse do bem comum, não queremos contribuir para uma segunda onda que possa perturbar a nossa vida litúrgica.

À medida que se atenuam as restrições sanitárias e podemos começar a nos encontrar novamente, é importante que todos aceitem que as coisas não voltarão imediatamente ao modo como eram antes do Coronavirus.

 

Os especialistas na saúde e autoridades do governo civil estão atualmente a determinar novas diretrizes e restrições para as próximas semanas e meses, e ao mesmo tempo a Arquidiocese de Newark está a planear como o culto divino será realizado de acordo a qualquer novo regulamento.

 

Sabemos que o desejo de regressar às vossas paróquias, participar da liturgia e receber a Eucaristia é incrivelmente forte, mas pedimos a todos que abordem esta reabertura com uma mentalidade paciente, amorosa e caridosa.

 

Os detalhes especificos de quando a Missa pública será retomada e como será celebrada ainda estão a ser determinados, mas o regresso virá através de um processo gradual em três fases. Cada fase será implementada com datas e diretrizes específicas a seguir, determinadas pelas instâncias Arquidiocesanas.

 

1ª Fase. As igrejas abrirão primeiro apenas para a oração pessoal. Indivíduos e famílias podem ir à igreja para uma oração silenciosa, e o Sacramento da Reconciliação pode ser administrado se o distanciamento social puder ser mantido e usando máscaras.

 

2ª Fase. Após a Fase 1, as igrejas poderão celebrar missas e funerais públicos durante a semana com restrições muito específicas, como a prática estrita de distanciamento social, uso de máscaras e número limitado de pessoas presentes.

 

3ª Fase. Após as Fases 1 e 2, as igrejas poderão celebrar publicamente a Missa Dominical com a prática obrigatória de distanciamento social, uso de máscaras e um número limitado de pessoas presentes. Todos os outros sacramentos serão retomados de acordo com as diretrizes da Fase 3.

Cinco coisas a considerar durante o processo de Regresso

 

1. A dispensa geral da obrigação dominical será mantida até novo aviso. A dispensa à obrigação de comparecer à missa continuará continua em vigor. A ninguém será feito o pedido de participar da Missa quando as celebrações públicas forem retomadas. Portanto, as missas de transmissão ao vivo para os paroquianos em casa continuarão.

 

2. A assistência será limitada. Sabemos que serão mantidas restrições para grandes reuniões, por isso estamos a trabalharo com paróquias para determinar a melhor maneira de garantir a segurança. As paróquias enviarão comunicações para que os paroquianos saibam quantas pessoas podem participar de uma determinada Missa. É muito provável que nem todos os paroquianos possam assistir à missa regularmente no início.

 

3. O distanciamento social será praticado. Não estranhe encontrar que a sua paróquia tenha bancos / fileiras fechadas e que grupos familiares, mesmo de um único indivíduo, devem manter um metro e meio de distância (6ft). Ninguém será admitido sem uma máscara. Em casa, se possível, os paroquianos devem medir a temperatura antes de chegar à Missa. Todos com qualquer sintoma de doença devem ficar em casa.

 

4. Haverá mudanças litúrgicas. Como protocolos estabelecidos quando as igrejas estavam fechando, precauções adicionais serão tomadas. Ajustes temporários serão feitos na maneira como celebramos a Missa e recebemos a Comunhão.

 

5. Ainda haverá risco para quem comparecer a uma Missa pública. Mesmo com as melhores práticas de higiéne e um distanciamento social estrito, qualquer pessoa que entre num espaço público deve reconhecer que existe o risco de contágio com o coronavírus. Uma limpeza melhor ocorrerá nas nossas igrejas, mas ninguém deve esperar que estejam mais seguros contra micóbrios do que em outros espaços públicos.

 

Finalmente, devemos reconhecer que este é um momento único e devemos continuar a trabalhar juntos para progredir. Haverá desafios e frustração. Talvez não possas assistir à Missa na tua paróquia nas primeiras semanas em que for retomada. No entanto, acreditamos que essas diretrizes são um chamado para amar o próximo.

 

Se todos trabalharmos juntos, poderemos expandir gradualmente a nossas opções e aumentar a nossa participação na liturgia. No entanto, se procurarmos maneiras de contornar as regulamentações, provavelmente contribuiremos para a doença e a morte de outras pessoas, criando situações que nos obrigam a dar um passo atrás. Cada um de nós é chamado a ser membros fiéis do Corpo de Cristo ao implementar a reabertura de nossas igrejas. Obrigado por tudo o que fazes e continuas a fazer na nossas comunidades paroquiais.

 

"Tende coragem e fortalecei o vosso coração, todos vós, que esperais no SENHOR!" Salmo 31, 25

As we see numbers flatten and decrease, we are beginning to sense the situation improving. In the interest of the common good, we do not want to contribute to a second wave that could disrupt our liturgical life.

 

As health restrictions are eased and we are able to start gathering together again, it is important for everyone to accept that things will not immediately go back to life before the Corona virus.

 

Health experts and civic leaders are currently determining new guidelines and restrictions for the next weeks and months, and at the same time the Archdiocese of Newark is planning for how public worship will be celebrated with respect to any new regulations. 

 

We know the desire to return to your parishes, participate in the liturgy, and receive the Eucharist is incredibly strong, but we ask that everyone approach this reopening with a patient, loving and charitable mindset. 

 

The specific details of when public Mass will resume and how it will be celebrated are still being determined, but the return will occur through a three-phase gradual process. Each phase will be rolled out with specific dates and directives to follow determined by Archdiocesan leaders.

 

Phase 1. Churches will first be opened for personal prayer only. Individuals and families can come to church for quiet prayer, and the Sacrament of Reconciliation may be celebrated if social distancing can be maintained and masks are worn.

 

Phase 2. Following on Phase 1, churches will be permitted to celebrate public weekday Masses and funerals with very specific restrictions, such as the strict practice of social distancing, use of masks and limited number of people present.

 

Phase 3. Following Phase 1 and 2, churches will be permitted to celebrate Sunday Mass publicly with the obligatory practice of social distancing, use of masks and limited number of people present. All other sacraments will resume according to the directives during Phase 3.

Five Things to Be Mindful of During the Return Process

 

1. A general dispensation from the Sunday obligation will remain until further notice. The dispensation for the obligation to attend Mass will remain in effect. No one will be required to attend Mass when public celebrations resume. Hence, live stream Masses for parishioners at home will continue.

 

2. Attendance will be limited. We know restrictions will remain on holding large gatherings, so we are working with parishes to determine the best way to ensure safety. Communications will come from the parish so parishioners will know how many people can attend any given Mass. It is likely that all parishioners may not be able to attend Mass regularly at first.


3. Social Distancing will be practiced. Expect that your parish will have pews/rows that are taped off, and that households, even of one individual, will be asked to keep six feet of separation from each other. No one will be admitted without a mask. Parishioners should take their temperature before coming to Mass. Anyone with any symptoms of sickness must stay home. 

 

4. Liturgical changes will be in place. Similar to protocols established when churches were closing, extra precautions will be taken. Temporary adjustments will be made to how we celebrate Mass and receive Communion.

 

5. There still will be a risk for anyone who attends a public Mass. Even with best health practices and strict social distancing, anyone who enters a public space should recognize there is a risk of contracting the coronavirus. Improved cleaning will occur at our churches, but no one should expect that they will be any safer from germs than in other public spaces.

 

Finally, we should recognize that this is a unique time and we need to continue to work together to make progress. There will be challenges and frustration. You may not be able to attend Mass at your parish the first few weeks it resumes. However, we believe these guidelines are a call to love our neighbors.

 

If we all work together, we can incrementally expand our options and increase our participation in the liturgy. However, if we look for ways to get around the regulations, we will likely contribute to the sickness and death of others, creating situations that force us to take steps back. Each of us is called to be faithful members of the Body of Christ as we implement the reopening of our churches. Thank you for all you have done and continue to do in our parish communities.

 

“Be strong and take heart, all who hope in the LORD.” Psalm 31:25

Contact Us

82 Congress Street

Newark, NJ 07105

Phone: 973-589-8433

Email: fatimachurchnewark@gmail.com

Web: fatimachurchnewark.com

Parish Office Hours

Monday - Friday: 8:30 AM - 5:30 PM

Saturday: 9:00 AM - Noon

Sunday: Closed

Copyright © 2020-2022 Church of Our Lady of Fatima | All Rights Reserved | Site Webmaster Joseph dos Santos